30 anos 30 anos 30 30

O Festival

Encontros da Imagem

Tendo tido a sua primeira edição em 1987, o Festival Encontros da Imagem celebra este ano, portanto, trinta anos da sua fundação. A edição de 2017 decorrerá entre os dias 15 de setembro e 29 de outubro e será uma edição de celebração: Encontros da Imagem - 30 anos.

Há trinta anos, o panorama fotográfico nacional e internacional era bastante restrito com um reduzido número de autores, sobretudo nacionais. O Festival procurou através do seu reduzido número de exposições, apresentar em Braga alguns autores clássicos, fundamentais ao conhecimento e compreensão da História da Fotografia, como também em simultâneo, dar a conhecer nomes essenciais da contemporaneidade.

Os Encontros da Imagem foram-se redefinindo progressivamente para se adaptar aos desenvolvimentos estéticos e formais da fotografia criativa que constitui o objeto central do acontecimento.

Depois de vinte e seis edições realizadas e trinta anos passados, os Encontros da Imagem, são hoje uma referência quase única da cultura fotográfica em Portugal e alcançaram já uma posição de destaque no panorama internacional, sendo atualmente um dos festivais de fotografia mais antigos e reputados da Europa.

Num tempo em que a imagem adquire uma força inesperada, demonstrada pelo poder que tem de cativar e até iludir, os territórios da fotografia têm ganho cada vez mais importância e vivacidade.

Os Encontros da Imagem têm vindo a alicerçar relações de colaboração  com outros Festivais e Instituições no sentido de promover, preservar e valorizar a cultura fotográfica. Esta é uma tarefa imprescindível, quer enquanto atitude pedagógica, quer na conquista e sensibilização de novos públicos. É ainda de referir que o Festival tem estabelecido relações de parceria com diversas instituições públicas e privadas, em particular com instituições autárquicas e de ensino. Relações essas, que levam também à conquista do interesse pela fotografia nas mais diversas comunidades, nomeadamente a escolar, o que representa um acrescido ganho de públicos.

Nesta edição, a ausência de um tema específico é propositada. Será uma edição de celebração. No entanto, o festival continuará numa aposta de programação eclética, pretendendo confrontar e refletir em torno das atuais propostas temáticas da fotografia. Poderão ser vistos trabalhos de inúmeros artistas, nacionais e estrangeiros, espalhados por diversos espaços públicos e privados (edifícios históricos, museus e galerias e outros).

Retomando uma prática de há muitos anos, a da descentralização, os Encontros da Imagem, com o objetivo de dar também um contributo para uma regionalização pela cultura, alargar-se-ão este ano, às restantes cidades vizinhas do quadrilátero urbano (Barcelos, Guimarães e Vila Nova de Famalicão) e ainda à cidade do Porto.

Ao ocuparem em Braga e nas outras cidades, edifícios históricos e monumentais, as exposições de fotografia contribuem também para a dinamização de monumentos e sítios arqueológicos, reforçando-se assim, a articulação destes monumentos com os visitantes, estimulando a sensibilização e formação para o conhecimento e salvaguarda do património histórico e cultural destas cidades.

Nesta edição, haverá uma mais ampla participação de artistas nacionais. O programa, englobará um vasto leque de atividades nas áreas da produção, criação e divulgação, promovendo novos artistas e fazendo uma articulação com Escolas e Universidades.

Ao longo destes trinta anos, os Encontros da Imagem tem desenvolvido uma atividade artística e cultural muito relevante na cidade de Braga, com destaque internacional, na área da criação, produção e divulgação da fotografia.

A Direção dos Encontros da Imagem

Apoio Financeiro e Institucional

dgartes cmbraga

Apoio à Impressão

lumen koylab graficavv