Sue-Elie Andrade-De

"Database"

Database

A série DATABASE apresentada para os Encontros da Imagem, não é nada menos do que uma coleção organizada de dados em imagem que representa um estado do mundo, e o poder que as imagens têm de “persistir” em nossas mentes, influenciando dessa forma nossos comportamentos, e nosso modo de pensar.

Esta seleção não pretende ser exaustiva, mas as imagens selecionadas fazem parte de temáticas recorrentes, discutidas e compartilhadas nas redes sociais pelos artistas contemporâneos, pela mídia e pelos internautas em geral. São tratados temas como, o terrorismo, as catástrofes naturais em consequência do aquecimento global, a colonização robótica de territórios extraterrestres, a crise, ... Cada tema evocado por uma imagem entra em relação direta ou indireta com outra fotografia e opera como o sintoma das fantasias e desordens do mundo contemporâneo. DATABASE é uma tentativa de manter o fluxo constante das imagens e dos paradigmas atuais, mediante uma organização seletiva de fotografias que permitem o surgimento de diálogos invisíveis.

DATABASE é parte do que eu chamo no meu trabalho as “geografias invisíveis”.

“A imagem persistente não é a imagem congelada. Ao contrário, é essa imagem que circula, prolifera e gera novas instâncias “ GUILLAUME LE GALL

Sue-Elie Andrade-De

Sue-Élie Andrade-De de descendência portuguesa, nasceu em 1986 na pequena cidade de Fontenay-aux-roses (França). Graduada em Artes Plásticas pela Université Paris 1 - Sorbonne (Fr), mestre em Fotografia Contemporânea pela École Nationale Supérieure de la Photographie (Fr). Curadora de 3 exposições fotográficas: no OFF do Rencontre de la Photographie em Arles; no Basis em Amsterdão; e no Escritório de Arte Gris em São Paulo. Expôs coletivamente 17 vezes em 6 países diferentes (Alemanha, Brasil, França, Holanda, Áustria e Portugal). Individualmente duas vezes (França e Portugal). Ganhou um único prêmio Mission Jeunes Artistes, participou de 15 publicações, uma residência artística, uma masterclass (Reflexions Masterclass) e num grupo de pesquisa fotográfica (Decrescimento) com curadoria do Steve Bisson. Chegando no brasil em 2013 fundou a editora independente #iamnotfrench. Diretora e curadora do projeto de performance fotográfica The Smell of Dust (associação entre projeção de fotografias e música ao vivo). Vive, trabalha, corre e fotografa em São Paulo.

Mosteiro de Tibães

Rua do Mosteiro - Mire de Tibães

O Mosteiro de São Martinho de Tibães, antiga Casa Mãe da Congregação Beneditina portuguesa, foi adquirido pelo Estado Português em 1986 e afecto ao Instituto Português do...

Mais informação

Horário

Terça-Feira a Domingo | Tuesday to Sunday | 10h00—19h00

Horário de Inverno (a partir de 24 de Outubro) | Winter time (from the 24th of October) : 10h00 - 18h00

Apoios Institucionais

Braga UM DGArtes GovernoPortugal