Claire Cocano

"Makuake"

Makuake

A conexão entre tempo e transformação fascina-me. Estou disposta a explorar essas mudanças subtis através da observação e registo da natureza. Explorar o meio fotográfico deu-me a capacidade de me distanciar das nossas certezas e convicções. Ao criar um espaço de interpretação livre – entre o que vemos, pensamos e imaginamos – criamos oportunidades para a consciência e o sentido intelectual. As minhas fotografias publicadas pela editora Actes Sud no livro “Habiter Zingaro” exploram a relação entre o homem e o seu meio ambiente. Na série de trabalhos intitulada “Ceniza”, palavra para cinza em Espanhol, eu questionei a nossa perceção de paisagem e como um evento do passado pode afetar a nossa experiência e compreensão sobre a natureza.

“Makuake” em Japonês significa o romper do dia, o início de algo. Durante a minha estada no Japão fiquei impressionada pela qualidade da noite, e pela quantidade de espaços naturais dedicados à espiritualidade. Os lugares sagrados da religião shinto e budista inspiraram a minha pesquisa. Registei cenas – objetos e pessoas – que expressassem a relação entre sagrado e profano. Trabalhei com uma tradicional câmara 4x5, que é um instrumento de bastante precisão, usando longa exposição e substituindo o rolo fotográfico por papel fotossensível. Este método de trabalho foi criando um inquietante sentido de tempo e espaço. Este processo, que remonta aos inícios da fotografia – camera obscura – tem um profundo impacto na natureza dos trabalhos produzidos. As fotografias, entre negativos e positivos, renovam a ligação entre a imagem emergente e o seu mágico personagem.

Claire Cocano

Claire Cocano é uma fotógrafa francesa, que após se formar em História, graduou-se pela Escola Nacional Superior de Fotografia em Arles. A sua residência artística na Cité Internationale des Arts em Paris permitiu que trabalhasse em diversos projetos, um dos quais feito em colaboração com Bartabas, sobre Zingaro, e que foi publicado em 2010 pela editora Actes Sud. O outro projeto sobre lembranças da adolescência esteve exposto na Bibliothèque Nationale de France em Paris, como resultado do prémio Bourse du Talent. Recentemente, em 2013, expôs a sua série de trabalhos intitulada “Ceniza” no International Festival em Arles. A sua residência artística no Japão, em 2014, permitiu-lhe expor o seu trabalho no Instituto Francês em Kyoto, e no Kg+ Kyotography International Photography Festival. Também participou no último Mois de la Photo Off em Paris.

Mosteiro de Tibães

Rua do Mosteiro - Mire de Tibães

O Mosteiro de São Martinho de Tibães, antiga Casa Mãe da Congregação Beneditina portuguesa, foi adquirido pelo Estado Português em 1986 e afecto ao Instituto Português do...

Mais informação

Horário

Terça-Feira a Domingo | Tuesday to Sunday | 10h00—19h00

Horário de Inverno (a partir de 24 de Outubro) | Winter time (from the 24th of October) : 10h00 - 18h00

Apoios Institucionais

Braga UM DGArtes GovernoPortugal