Os Encontros da Imagem, com mais de 30 anos de existência são uma Associação Cultural sem fins lucrativos que organiza os Encontros da Imagem – Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais na cidade de Braga, Portugal. O festival promove fotografia clássica e contemporanea através da mostra de trabalhos de autores consagrados e emergentes.

Génesis 2.1

Nunca um tema escolhido pelos Encontros da Imagem se enquadrou tão bem no contexto que atualmente o mundo vive, neste início da década de 20. “Génesis 2:1” dá continuidade ao tema e ao projeto iniciado no ano passado. Um ano depois, voltamos também nós e todo o mundo — em resultado da crise pandémica provocada pelo Covid-19, de novo, ao confinamento generalizado. Gerou-se a confusão e o caos. Uma incapacidade coletiva para compreender a desordem das coisas, confrontando a humanidade com desafios cada vez mais complexos e exigentes. A sociedade contemporânea está desde há muito, perante enormes desafios de carácter global: desde as questões relacionadas com o planeta e os seus problemas ecológicos — perda da biodiversidade, alterações climáticas — até às civilizações que o habitam, onde muitas delas geram novas desigualdades e indiferença moral provocadas por regimes políticos, religiosos. Aquilo a que chamamos progresso, não só deixou de coincidir com a humanização do mundo, como pode acabar por ditar o seu fim. A crise em que vivemos constitui uma oportunidade para que todos encontremos causas comuns e discutamos as melhores soluções para o que deva ser feito.

 

 

História

Criados em 1987, os Encontros da Imagem têm constituído nestes últimos trinta anos, uma esteira essencial para divulgação e criação fotográfica. As primeiras edições centraram-se na apresentação de autores clássicos essenciais para a compreensão da história da fotografia e, simultaneamente, autores contemporâneos que apresentavam as linhas mais recentes de representação. Na época, o panorama fotográfico nacional era bastante restrito com um reduzido número de autores e exposições. Por outro lado, o ensino e a reflexão, em torno do médium fotográfico eram igualmente escassos. Assim, os fundadores do festival procuraram preencher essas lacunas, apresentando em Braga tanto autores clássicos como contemporâneos. Paulatinamente, a associação foi alargando os seus objetivos, que hoje poderemos sintetizar em três grandes linhas: criação, divulgação e formação. 

A fim de reforçar e criar condições de divulgação de jovens autores realiza-se desde 2009 uma leitura crítica de portfólios que constitui uma importante plataforma de divulgação de novos trabalhos e, ao mesmo tem um reconhecido momento de confronto de ideias entre fotógrafos e críticos. O Festival Encontros da Imagem tem constituído uma importante plataforma de divulgação da fotografia nacional no exterior, quer através de exposições, quer através de projeções. Ao longo das suas vinte sete edições já realizadas, representou igualmente um importante meio de divulgação de novas produções fotográficas, dando visibilidade a autores nacionais, que beneficiaram do público que o festival, pelas suas dimensões, atrai. O Festival Encontros da Imagem pretende confrontar e refletir em torno das atuais propostas temáticas da fotografia: desde os conteúdos documentais, essências ao registo e compreensão do tempo presente, até aos que exploram e incorporam de forma criativa as novas tecnologias da imagem. Conscientes da importância de atingir maiores audiências, são igualmente programadas atividades para o grande público, exposições e projeções de fotografia. Para um público mais especifico, focado nas artes e em especial na fotografia, são realizadas atividades, simultaneamente de caracter informativo e pedagógico: concursos, mostras, workshops e conferências.

Os Encontros da Imagem constituem o maior festival de fotografia existente no país e emparceira os grandes festivais de fotografia europeus. A identidade dos Encontros da Imagem, centra-se no convite à participação de autores nacionais e estrangeiros, através de uma chamada publica de submissão de portefólio avaliados por um júri internacional, procurando desta forma, por um lado promover e levar conhecimento de novos autores emergentes que encontraram nos Encontros um momento de excelência para divulgação da sua obra, por outro contribuir para o conhecimento e melhoria da qualidade de novas aprendizagens ultrapassando por vezes as expetativas do panorama artístico/cultural nacional.

Equipa


Carlos Fontes

Direção e Direção Artistica


Carla Bacelar

Direção


Tiago Dias dos Santos

Direção


Simone Almeida

Direção de Produção e Artistica


Noora Manty

Produção


Ana Patrícia

Traduções


Parceiros