Kai Yokoyama

The day you were born, I wasn

Quando esta pandemia começou em 2020, perdi o controle, assim como o resto do mundo. E pensei no milagre de estar aqui. O fato de eu ter nascido, o que geralmente consideramos natural, também foi uma série de milagres. Fui para casa para minha mãe. Era a minha casa. Procurei fotos antigas da minha família. Andei pelo local onde os meus avós já falecidos moraram, e fui tirando fotos. Tentei conectar o presente com o passado. Era como mover-me no tempo e no espaço, como voltar ao lugar onde a minha alma já tinha estado. Lá, eu encontrei memórias cheias de amor e tristeza. Em abril deste ano, o meu pai me disse: "As flores de cerejeira não estão nada bonitas este ano. Eu não consegui não sentir pena pela morte das flores de cerejeira que ali estavam caídas. As flores de cerejeira são pintadas em aviões de combate, mas a canção militar diz: "Já que somos flores, estamos destinados a cair. Vamos espalhar-nos esplendidamente pelo bem do nosso país. Os seres humanos desenvolveram-se de muitas formas, mas para nós humanos nada muda: uma nova vida nasce e essa mesma vida chega ao fim. O meu avô foi para a Guerra do Pacífico. Quando voltou, deu à luz uma filha que me deu à luz a mim. Eu acho que isso é um milagre. Existem inúmeras razões para eu não ter nascido aqui.

  • Kai Yokoyama é um fotógrafo que vive e trabalha em Tokyo, Japan. Começou o seu percurso como estudante de arquitetura na Saitama University, mas a meio mudou a suas especialização para fotografia na Tokyo College of Photography. Kai tem viajado o mundo a fotografar refugiados, crianças com deficiências e vitimas de terrorismo. Mais recentemente, tendo vivido no estrangeiro, começou a fotografar estrangeiros que vivem no Japão. O seu trabalho foi publicado no The Washington Post e na  Marie Claire Italy. O seu trabalho foi finalistas nos prémios LPA(2019), PX3(2019, 2020), IPA (2020), Athens Photo Festival(2020), e foi vencido do prémio LensCulture na categoria de Viagens (2020). Em 2020 participou nas seguintes exposições:ICP #ICPConcerned, Home Museum exhibition no festival LagosPhoto e na exposição online da PHmuseum. Kai recebeu também o programa de tutoria da Carolyn Drake da Magnum Photos e da Yumi Goto(RPS)’ de um ano, em Tokyo. Mais recentemente foi finalista na bolsa Emerging Artist Scholarship in Lucie Foundation. Kai é membro da Native Agency e da Diversify Photo.

     

     

    Exposição:

     

    Galeria do Paço da UMinho

    Segunda a Sábado: 10h00 - 18h00

logo for The day you were born, I wasnThe day you were born, I wasnThe day you were born, I wasnThe day you were born, I wasn