"; logo for Bianco di StanchezzaBianco di StanchezzaBianco di StanchezzaBianco di Stanchezza

Bianco di Stanchezza

Antonio Privitera

Exposições
14 Set 2019 > 27 Out 2019
Nova Galeria do Largo do Paço

Roma, O Som dos Estranhos

"Poeta, è vero /
, ma intanto eccomi su questo treno
carico tristemente di impiegati,
come per scherzo, bianco di stanchezza,
eccomi a sudare il mio stipendio,
dignità della mia falsa giovinezza,
miseria da cui con interna umiltà
e ostentata asprezza mi difendo..."
(P. P. Pasolini, La religione del mio tempo)

A tensão política atingiu um nível muito elevado nestes últimos anos. Como espelho de uma nação soberana e populista, a capital da Itália mostra as múltiplas faces de uma sociedade contemporânea. De que temos medo, afinal? De que necessitamos? A perfeita expressão de um país neofascista, onde os cidadãos estão cada vez mais divididos em questões cruciais como imigração, segurança, economia, progresso e humanismo. Através deste trabalho, pretendo levantar questões sobre a vida quotidiana em Roma. Ainda há esperança e graciosidade para os seres humanos? "Bianco di Stanchezza" é um projeto a longo prazo, focado na identidade intemporal de uma cidade difícil. Ultrapassando os limites do documentário, exploro uma nova investigação estética: nem conceitual nem abstrata, apenas uma visão crua onde a beleza brilha por entre as trevas, as contradições e as ruínas éticas.

  • Antonio Privitera

    Itália

    Antonio privitera nasceu em 1984 em Siracusa na Itália. 

    Em 2009 terminou o Bachelot of Fine Arts em Cinema e Filosofia na Universidade de Trieste. No mesmo ano obteve o Mestrado em Belas Artes em fotografia documental na IED em Veneza. António ao longo dos anos tem recebido vários prémios de reconhecimento do seu trabalho, foi vencedo do prémio , FotoRoomOPEN x Millennium Images (2019), foi selecionado para o Gomma Grant (2018/ 19), foi finalista na Brussels Street Photography Festival (2108) e na  London Street Photography Festival (2018), entre outros. Antonio já expôs internacionalmente assim como publicou os seus trabalhos em diversas revistas e jornais internacionais: il Post, LensCulture, The Guardian, il Post, GUP Magazine, Ignant, Whitelies magazine, Blue70, PROwincja, Libertyn, PDN, Emerging Photographer Issue, Life Framer, Gomma Books, FotoRoom, British Journal of Photography. Neste momento vive e trabalha em Roma como artista freelancer, fotógrafi e diretor criativo.