"; logo for Fundação Lar do Emigrante Português no MundoFundação Lar do Emigrante Português no MundoFundação Lar do Emigrante Português no MundoFundação Lar do Emigrante Português no Mundo

Fundação Lar do Emigrante Português no Mundo

Nelson Miranda

Exposições
13 Set 2019 > 27 Out 2019
Mosteiro de Tibães

A série “Fundação Lar do Emigrante Português no Mundo” é um projeto fotográfico e de pesquisa que teve início em 2016 e que continua em desenvolvimento. O projeto desenvolveu-se nas ruínas da sede da Fundação Lar do Emigrante Português no Mundo, uma pequena cidade satélite construída na década de 80 numa zona florestal do norte de Portugal. A instituição, planeada e parcialmente construída por um emigrante retornado da Venezuela pretendia receber outros que, como ele, haviam retornado a Portugal. No entanto, devido à megalomania da iniciativa privada e à falta de financiamento, a empresa não teve sucesso. O local está abandonado e tem os usuais sinais de vandalismo, mas também tem indícios de ser usado por grupos de extrema direita. As imagens da série sugerem um mapeamento do espaço de forma a que o espetador se detenha nos sinais do seu recente uso por parte de grupos neonazis, sendo estas as imagens mais perturbadoras da série. O diálogo iconográfico que se desenvolve provoca uma reflexão sobre a permeabilidade do conceito de utopia, e termina com uma ironia que parece exemplificar a escala das crises sociais que estão agora a ser enfrentadas em muitos países, e que comprometem particularmente a integridade da União Europeia, bem como as suas intenções.

O projeto é fotografado em filme de formato médio e inclui documentos encontrados no site (fotografias, ilustrações, cartazes, desenhos arquitetónicos, correspondência) e uma entrevista com o mentor da fundação para o documentário "Casa Portuguesa, Casa Estrangeirada", RTP, 1988.

  • Nelson Miranda

    Portugal

    Nelson Miranda nasceu em 1979 em Portugal. Tem uma licenciatura e um mestradi em Arquitetura pela FAUP (2004 e 2011). O seu trabalho concentra-se na documentação de objetos e em paisagens construídas. Em 2011 começou a desenvolver os seus primeiros projetos de fotografia e a expô-los em 2013. O seu trabalho tem sido alvo de curiosidade , tendo sido selecionado para várias exposições e trabalhos editoriais nomeadamente: Festival Circulation(s)” com a direção artística do François Cheval e da Audrey Hoareau (Paris, FR, 2019), “Riba de Ave” (MIP – Month of the Image of Porto, PT, 2019), “Reclaiming Our Future” - Reclaim Photography Festival (West Midlands, UK, 2018), “The Print Swap” com curadoria de Alexa Becker (Berlin Blue Art gallery, Berlin, DE, 2018), “Fundação Lar do Emigrante Português no Mundo” - Foundation for Portuguese Emigrants in the World - (Espaço Campanhã, Porto, PT, 2017), “Duplicado” (Duplicated) e “Territórios” (Territories) (Adorna Corações gallery, Porto, PT, 2016 and 2014) e“Visual Narratives: European Capital of Culture Guimarães 2012” (FAUP, Porto, PT, 2013).