"; logo for Fata MorganaFata MorganaFata MorganaFata Morgana

Fata Morgana

Alessia Rollo

Exposições
14 Set 2019 > 27 Out 2019
Nova Galeria do Largo do Paço

Fata Morgana é o nome de uma complexa miragem que distorce objetos e que de seguida desaparece rapidamente. Pode ser vista desde a minha região na zona sul da Itália, Salento, e dá a ilusão de ver montanhas albanesas do Mar Adriático, mas para mim representa uma poderosa metáfora da situação geopolítica contemporânea. Salento, como toda a Europa, tornou-se recentemente num lugar de admiração e esperança para as pessoas que estão a fugir da África ou do Médio Oriente: mas as fotos publicadas pelos jornais muitas vezes reduzem a vida dos migrantes a simples e comuns estereótipos, ou a um momento transitório das suas vidas. Comecei a trabalhar no Fata Morgana em 2015 impulsionada por um sentimento de revolta, enquanto fotógrafa estava profundamente irritada com uma foto que mostra o corpo de um menino sírio numa praia no seu objetivo fracassado de chegar à Europa. Então, decidi criar outras fotos do meu ponto de vista e estética: na primeira foto que tirei usei algumas melancias para falar metaforicamente sobre pessoas que estão a fugir das suas casas em busca de uma vida melhor. Foi uma tentativa de fazer com que as pessoas refletissem sobre o conteúdo da cena sem a exposição do sofrimento dos seres humanos. Esse foi o ponto de partida para que após 2 anos o resultado fosse este projeto, que representa a minha vontade de criar uma complexidade visual em torno desses tópicos tão relevantes no cenário europeu contemporâneo, mas também de pensar no papel dos fotógrafos, que são poderosos produtores de significados, ideias e opiniões. 
Fata Morgana inclui retratos de estrangeiros que vivem e trabalham na minha região, imagens descritivas e evocativas de alguns elementos da paisagem, natureza morta como um símbolo da exploração de trabalhadores sazonais, e algum componente metafórico como a miragem das montanhas albanesas. Este projeto é uma narrativa entre realidade e ficção onde o espetador é convidado a recriar a sua própria história, ou até preencher as lacunas e dar aos personagens do livro a possibilidade de se duplicar e transformar numa outra pessoa.

  • Alessia Rollo

    Itália

    Alessia Rolo é uma artista visual nascida no sul de Itália em 1982. Ela recebeu o seu Bachelor of Arts pela Universidade em Perugia e está neste momento a frequentar o Master of Arts em Edição na Universidade Estatal de Milão. Ela acabou um mestrado em “Fotografia Criativa” na EFTI em Madrid, em 2009. Para além disso participou em vários workshops Peter Funch, Mauricio Alejo, Danis Darzacq, Jill Greenberg, Matt Siber, James Casebere, Mary Hellen Mark. Alessia participou em exposições a solo e coletivas em Espanha, Itália e Brazil. O seu trabalho já foi exposto na Photolondon, Mia Photo Fair Milano, Urban Layers Triennale di Milano; Set up Bologna, Galleria Bluorg Bari; Bitume Photofest Malaga, Salonicco and Lecce: Milano, Biennale of Young Mediterranean artists; Galleria ARTcore Gallery Bari: Museum of history of Lecce; “Si fest off” Savignano: Galeria Mascate, Brasil; Galeria Cero Madrid; “Shangai Photofestival”, Shangai. O seu mais recente projeto Fata Morgana foi publicado pela Ediciones Anomalas EM 2019. Alessia foi selecionada como talento emergentes dos Futures Photography e pela European Eyes on Japan para o programa e residência em 2019.