"; logo for Waiting for the snowWaiting for the snowWaiting for the snowWaiting for the snow

Waiting for the snow

Marianne & Katarzyna Wasowska

Exposições
11 Set 2020 > 31 Out 2020
Galeria do Paço da UMinho

"Waiting for the Snow" é um projeto fotográfico que apresenta o fenómeno da migração polaca para os países da América do Sul durante as partições (século XIX) e o período entre guerras. Focámo-nos no Brasil e Argentina, pois esses países eram os destinos mais populares de migrantes, e o número de pessoas de origem polaca a viver lá é atualmente o mais alto daquele continente (Brasil 1,53 milhões, Argentina 120-450 mil). Naquela época ambos os países eram percecionados pelos migrantes como sendo desconhecidos e exóticos. Queremos projetar alguma luz sobre esse aspeto pouco conhecido (e bastante atípico) da presença europeia naquela parte remota do mundo. A colonização seguida pelos países da Europa Central tomou a forma de uma campanha publicitária. O objetivo era ocupar grandes áreas de terra de forma a criar benefícios individuais, e não do estado, fingindo que essa terra não era habitada por populações nativas. O aumento da migração para o Brasil também estava relacionado com a falta de mão-de-obra que o país viveu após a abolição da escravidão e à implementação do projeto do governo de tornar o Brasil “branco”. Na Argentina, o plano foi baseado principalmente na ideia de que apenas os trabalhadores europeus poderiam construir uma sociedade de sonho moderna. Essa política de migração influenciou fortemente a forma como os migrantes se definiram e criaram relacionamentos com as novas terras, o que é particularmente importante sendo a maioria deles agricultores. Usando as nossas próprias fotos, documentos de arquivo e álbuns de família, queremos criar uma história visual de várias camadas. Por um lado, reunimos histórias baseadas na memória coletiva da comunidade polaca sobre o país de origem e o início da colonização na nova pátria. Por outro lado, focámos na crioulização e mistura de culturas e observámos como o contexto eslavo se entrelaçou com o contexto sul-americano, criando um conceito de identidade baseado em reconstrução, ficção e fantasia.

  • Marianne & Katarzyna Wasowska